O que a farmácia perde não efetuando o reajuste de medicamentos 2020?

reajuste medicamentos 2020
Fotos: Shutterstock

O reajuste anual de medicamentos de 2020 está cercado de uma série de entraves.

Até o momento, o reajuste máximo permitido para 2020 foi aplicado em três faixas: de 5,21%, 4,22% e 3,23%, a depender do tipo de medicamento. Entretanto, a matéria ainda segue em análise e deve passar pela Câmara e Senado.

O índice de reajuste de medicamentos em 2020 foi de 5,21%, 4,22% e 3,23%. Logo, a média é de 4,22%.

Considerando uma farmácia com faturamento de R$ 300 mil mensais vendendo só medicamentos, não aplicar o reajuste significa perder o equivalente a R$ 12.660,00 ao mês (memória de cálculo – R$ 300 mil x 4,22% = R$ 12.660,00).

Ou considerando 26 dias trabalhados por mês (incluindo os sábados), o prejuízo diário pode ser de R$ 486,92 (memória de cálculo – R$ 12.660,00 / 26 dias = R$ 486,92).

Portanto, para este cálculo, gestor da farmácia precisa considerar a sua média de faturamento mensal e multiplicar o valor pela média do reajuste

Para verificar a perda diária, o caminho é dividir o resultado do prejuízo mensal com essa medida pelo número de dias trabalhados por mês.

Fonte: Guia da Farmácia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *