Nitazoxanida: o que é? Para o que serve? Cura o coronavírus?

nitazoxanida-o-que-e-para-o-que-serve-cura-o-coronavírus
Fotos: Shutterstock

O medicamento está sendo testado para o combate ao novo coronavírus, o Covid-19

Desenvolvida originalmente como um agente antiparasitário de amplo espectro e posteriormente aprovada também para tratamento de gastroenterites virais, a nitazoxanida já é comercializada há mais de 15 anos.

A farmacêutica FQM Farmoquímica é detentora do registro do medicamento referência no país, sob a marca Annita.

Nos últimos anos, a droga já vem sendo estudada para o tratamento de outras doenças de etiologia viral, incluindo aquelas ligadas ao sistema respiratório. Estudos publicados internacionalmente, com testes in vitro (H1N1, EBOLA e SARS-Cov1)e in vivo (H1N1), apontaram sucesso na ação antiviral nesses agentes. Como a Covid-19 possui uma estrutura similar ao SARS-Cov1 e compartilha alguns mecanismos de infecção celular aos agentes citados.

O que é a Nitazoxanida?

De acordo com a bula do medicamento, a Nitazoxanida é um antiparasitário sintético, de amplo espectro, derivado da nitrotiazolil-salicilamida, para administração oral. É um pó cristalino amarelo brilhante, pouco solúvel em etanol e praticamente insolúvel em água. Quimicamente é a 2-acetiloxi-N-(5-nitro-2-tiazolil) benzamida. A fórmula molecular é C12H9N3O5S e seu peso molecular, 307,3.

Para o que é usado?

De acordo com a bula, o medicamento é utilizado para:

  • Gastroenterites virais provocadas por rotavírus e norovírus;
  • Helmintíases provocadas por nematódeos, cestódeos e trematódeos, como Enterobius vermicularis, Ascaris lumbricoides, Strongyloides stercolaris, Ancylostoma duodenale, Necator americanus, Trichuris trichiura, Taenia sp Hymenolepis nana;
  • Amebíase, para tratamento da diarreia por amebíase intestinal aguda ou disenteria amebiana causada pelo complexo Entamoeba histolytica/díspar;
  • Giardíase, para tratamento da diarreia causada por Giardia lambliaou Giardia intestinalis;
  • Criptosporidíase, para tratamento da diarreia causada por Cryptosporidium parvum;
  • Blastocistose, balantidíase e isosporíase, causadas, respectivamente, por Blastocistis hominis, Balantidium coliIsospora belli.

Fonte: Guia da Farmácia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *