Sono: conheça 11 métodos para ensinar o corpo a acordar cedo

Mulher com sono desligando o despertador

Níveis insuficientes de sono podem interferir em muitos processos corporais, aumentando o risco de doença cardiovascular, câncer e diabetes. (Antonio Guillem/iStock)

Algumas pessoas conseguem acordar cedo, mesmo sem a ajuda do despertador. Outras não apenas não conseguem acordar cedo como tem dificuldade para ir para a cama antes das 2 horas da manhã. Mas, segundo pesquisadores, estas últimas podem ser capazes de alterar os próprios padrões de sono através de medidas simples, como almoçar no mesmo horário, não comer depois das 19 horas e aumentar o tempo de exposição ao sol no período da manhã, por exemplo.

O que fazer?

Para chegar a estes resultados, pesquisadores australianos e britânicos analisaram 22 pessoas cujo horários médios de dormir e acordar eram de 2h30 e 10h15 da manhã, respectivamente. Durante três semanas, os participantes foram orientados a realizar 11 ajustes nos hábitos diários. Confira:

  • Acordar duas a três horas mais cedo que o habitual;
  • Pegar sol ao ar livre pela manhã – sabe-se que o organismo utiliza a luz do sol para sincronizar o relógio biológico;
  • Tomar café da manhã logo ao acordar;
  • Praticar exercício físico apenas no horário da manhã;
  • Almoçar no mesmo horário todos os dias;
  • Não comer nada depois das 19 horas;
  • Não tomar café e outras bebidas com cafeína após às 15 horas;
  • Não tirar cochilos após às 16 horas;
  • Deitar duas a três horas mais cedo do que o habitual;
  • Reduzir a iluminação à noite;
  • Manter os mesmos horários de sono diariamente.

As técnicas recomendadas têm como objetivo treinar o relógio biológico – importante no controle do funcionamento do organismo ao longo do dia.

Fonte: Veja Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *