Vitamina C: conheça quatro benefícios favoráveis à pele

Foto: Shutterstock

Ação clareadora, antienvelhecimento, imunoprotetora e anti-inflamatória são algumas delas

Referência dermatológica como um antioxidante, a vitamina C tem vários benefícios para a pele, como ação clareadora, antienvelhecimento, imunoprotetora e até anti-inflamatória. É por conta de todas essas ações que essa vitamina é um clássico nas prescrições dermatológicas. “O ácido ascórbico, ou vitamina C, é um poderoso antioxidante, cuja aplicação tópica permite alcançar níveis que não seriam possíveis com a ingestão de frutas ou de suplementação oral. De modo geral, além de frear a ação dos radicais livres, a vitamina estimula a formação de novo colágeno e ajuda a proteger a pele dos efeitos do sol, na medida em que uniformiza o tom de pele e melhora sua textura. Também é importante para diminuir as rugas.

Acompanhe algumas ações da vitamina C na pele

1. Antioxidante

Segundo a dermatologista Dra. Claudia Marçal, o poder antioxidante da Vitamina C é atribuído à ação SOD-like (superóxido desmutase) que neutraliza os radicais livres. “A SOD é uma enzima antioxidante existente em nosso corpo. Com a vitamina C, adicionalmente, o resultado é uma proteção muito maior contra os radicais livres”, destaca. “Os radicais livres gerados pela radiação ultravioleta desencadeiam reações que causam diversos danos às células, como alterações químicas diretas ao DNA celular e à membrana celular e a quebra de proteínas, como colágeno e elastina, além de acelerarem o envelhecimento cutâneo e estimularem a produção de mediadores que contribuem para a inflamação.

2. Antienvelhecimento

Segundo a Dra. Kédima, a vitamina C participa de uma reação química que organiza as moléculas de colágeno em fibrilas, a forma que tem função na pele. O ativo também age na firmeza e elasticidade da pele, com dupla ação sobre o colágeno: promovendo sua síntese e impedindo a atividade das enzimas de degradação. “Ao inibir as enzimas MMP-2 e da MMP-9 (responsáveis pela destruição das fibras de ancoragem e sustentação da pele),  previne o envelhecimento cutâneo. Além disso, o ativo promove a formação de colágeno na pele, uma vez que é cofator dessa síntese.

3. Imunoprotetor e anti-inflamatório

Como benefício imunoprotetor, reduz os mensageiros pró-inflamatórios, estimulados pela exposição aos raios ultravioleta. “Além disso, a vitamina C pode ser utilizada no tratamento da acne e rosácea, além de conseguir prevenir processos de hiperpigmentação pós-inflamatória.

4. Clareamento

Outra característica do ativo é com relação à potente ação despigmentante, já que a vitamina C inibe a atividade da enzima tirosinase, responsável pela síntese de melanina, pigmento que dá cor à pele. “Essa enzima atua no processo de formação de melanina, o que origina as manchas (melanose ou melasma).

Fonte: Guia da Farmácia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *