Medicamentos podem ficar mais caros a partir de 1º de junho

governo-adia-reajuste-de-preco-dos-medicamentos-por-mais-60-dias
Foto: Shutterstock

O preço dos medicamentos pode subir 4% a partir da segunda-feira, 1º de junho. O prazo de 60 dias determinado por Medida Provisória que suspendeu o aumento em 31 de março vence neste domingo (31). O tema está em discussão na CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos), órgão interministerial responsável pela regulação econômica do mercado.

O reajuste anual dos medicamentos é determinado pela CMED. O percentual de aumento é calculado por meio de uma fórmula, que leva em conta a variação da inflação (IPCA), ganhos de produtividade das fabricantes de medicamentos, bem como a variação dos custos dos insumos e características de mercado.

Em 2019, o IPCA acumulou alta de 4,31%. De acordo com o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma), o reajuste será de 4,08% na média.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *