Fluoxetina: para o que serve, como tomar e efeitos colaterais

fluoxetina
Fotos: Shutterstock

Antidepressivo é reconhecido por equilibrar a quantidade de serotonina no cérebro.

Muitas vezes chamada de “pílula da felicidade”, a fluoxetina é um medicamento que equilibra a quantidade de serotonina no cérebro, atuando no tratamento a depressão, transtornos alimentares, transtorno obsessivo-compulsivo, entre outras patologias psiquiátricas.

O que é a fluoxetina?

Um antidepressivo feito com o composto de cloridrato de fluoxetina

Qual o efeito?

O cloridrato de fluoxetina é um inibidor seletivo da recaptação do neurotransmissor serotonina (substância sedativa e calmante que participa da comunicação das células do cérebro). Assim, havendo desequilíbrio na quantidade de serotonina, a depressão pode ocorrer ou se acentuar.

Qual é a indicação?

A fluoxetina é indicada para o tratamento não apenas da depressão associada ou não com ansiedade, como também da bulimia nervosa (transtorno alimentar), do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e do transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM), incluindo tensão pré-menstrual (TPM), irritabilidade e disforia (mudança repentina e passageira de ânimo como sentimentos de tristeza, pena e angústia).

Quais os efeitos colaterais da fluoxetina?

  • As reações comuns, que ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes, são: ansiedade, diarreia, sonolência, fraqueza geral, dor de cabeça, hiperidrose (excesso de suor), insônia, náusea (enjoo), nervosismo, bocejo.

Fonte: BVSMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *