Colesterol: nova medicação aos que não podem tomar estatinas

Segundo pesquisadores, o ácido bempedóico consegue reduzir as taxas de colesterol em 18%, o que diminui os riscos de AVC e ataque cardíaco

Cartela com remédios comprimidos

O tratamento do colesterol é feito através de medicações, principalmente as conhecidas como estatinas. Mas, apesar de reduzirem os níveis da doença no organismo em até 50%, o remédio apresenta efeitos colaterais debilitantes, incluindo dores musculares, o que pode impedir a adesão ao tratamento tradicional. Por causa disso, cientistas decidiram desenvolver uma nova substância capaz de combater o colesterol que pudesse ser usada como terapia alternativa, especialmente para aqueles que não conseguem ou não podem utilizar estatina. Com o nome científico de Ácido bempedóico, a nova medicação traz os mesmos benefícios, como reduzir o risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC), sem causar tantos efeitos colaterais. O ácido bempedóico impede que o corpo crie blocos de construção do colesterol, e com isso, reduz os níveis da doença em 18%. Ainda que seja um valor menor se comparado às estatinas, os pesquisadores afirmam que o medicamento é seguro e produz menos efeitos colaterais, além de poder ser utilizado como opção complementar.

Fonte: Veja Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *